Introdução ao VisualG

Preparação

Instalando o Visualg

    Para este tópico, você precisa fazer a instalação da ferramenta Visualg. Clique AQUI para baixar e siga os passos abaixo!

1 - Clique em Download e aguarde alguns segundo  para que o Visualg seja baixado

2 - Após baixar clique na opção "Mostrar na pasta"

3 - Por padrão, o Download deve ter sido feito na pasta Downloads. Vamos criar uma pasta chamada Projetos para colocarmos o Visualg. Acesse a pasta Documentos e crie uma nova pasta chamada Projetos.

4 - Copie o instalador do Visualg da pasta Downloads para a pasta Projetos que você criou.

Cole na pasta Projetos:

5 - Para este passo, você precisará de um compactador/descompactador de arquivos, como o winRAR ou o 7Zip. Neste tutorial vamos utilizar o 7Zip. Descompacte o arquivo.

6 - Após extrair, você verá uma pasta VISUALG3. Acesse esta pasta e dê dois cliques sobre o arquivo do aplicativo para iniciar o Visualg. Opcionalmente, você pode criar um atalho na área de trablaho para facilitar ;-).

Tendo o VIsualg funcionando, você já pode partir para as próximas sessões. Boa diversão ;-)

Introdução

Programa é um conjunto de instruções em código de computador para resolver um problema.

Cada instrução é executada uma após a outra, até a última instrução ser executada. Como exemplo, vamos dar uma olhada em um exemplo de programa em linguagem humana (Português) para trocar um pneu furado.

Características de um Programa

  • Um programa é uma sequência de instruções pré-definidas pelo programador.
  • O computador executa o programa instrução-a-instrução, assim como nós seguimos uma receita de bolo.
  • Um programa sempre termina e executa em tempo finito.
  • Cada ação/instrução deve ser descrita precisamente em uma linguagem que o computador possa compreender.
  • Um programa sempre produz um ou mais resultados e pode não exigir dados de entrada

Como Construir Programas?

Para construir um programa, precisamos seguir algumas etapas:

Etapa 1: Escrever a Descrição Narrativa

    Nesta etapa, devemos escrever em portu

Etapa 2: Montar o Fluxograma

    Nesta etapa, desenhamos um esquema constituído das operações e do fluxo de execução de cada operação.

Etapa 3: Escrever o Algoritmo

    Após a construção do fluxograma, devemos escrever o nosso programa em linguagem algoritmica. A partir deste ponto, já podemos executar o programa em um interpretador de algoritmos, como o Visualg ou o Portugol Studio.

Etapa 4: Escrever o Programa em uma Linguagem de Programação

    O último passo consiste em escrever o nosso programa em uma linguagem de programação. Apesar de podermos executar os algoritmos descritos na etapa 3 em interpretadores específicos, como o Visualg, eles não são usados para a construção de programas profissionais. Portanto, devemos ainda selecionar uma linguagem eficiente, como C, Java, Python ou Ruby, para construir nosso programas.

Importante!

Neste módulo, vamos estudar as 3 primeiras etapas da construção de um programa e gerar algoritmos executáveis para os problemas propostos. Devemos nos concentrar em aprender a lógica da construção de programasPrimeira Etapa: Escrever a Descrição Narrativa

Problema 1

Faça um programa que leia duas notas de um aluno, calcule e escreva a sua média.

Etapa 1: Escrever a Descrição Narrativa

Divida o problema em fases.

Fase 1: Definir as informações de entrada ou Entrada de Dados
    Dados de entrada normalmente fornecidos pelo usuário através de dispositivos como teclados, mouses, scanners, ou telas touch
 

Fase 2: Definir as operações que serão efetuadas sobre os dados de entrada ou Processamento
    São as operações sobre os dados de entrada para chegar ao resultado/solução. Podem ser, cálculos sobre valores numéricos, comprações de maior, menor, igualdade ou diferença. Pode também ser a movimentação de um braço robótico ou o processamento de dados provenientes de sensores.
 

Fase 3: Definir as informações que serão apresentadas como Saída do programa ou o Resultado
    O processamento realizado na fase 2 gera informações que podem ser enviadas a um dispositivo de saída, como o monitor ou uma impressora. Nesta fase, o programa comunica o resultado do processamento ao seu usuário. 

Chamamos a descrição destas três fases de Descrição Narrativa.

Antes da construção do programa, você deve fornecer respostas para as perguntas abaixo:

Veja a Descrição Narrativa abaixo.

a. Quais são os dados de entrada do programa?

    Para responder a essa pergunta, repare na palavra-chave "leia" no enunciado do problemaAssim como a leitura é o processo de entrada de informações em nossas mentes, o comando leia também é utilizado para fornecer dados de entrada ao computador. Desse modo, ler duas notas significa que a entrada de dados é constituída da primeira e da segunda notas.

 Resposta: primeira_nota; segunda_nota

Atenção!

Cada dado de entrada deve ser nomeado. Como utilizaremos esses nomes para criar variáveis na etapa 3, utilize nomes com letras minúsculas, sem acentuação e sem espaços. Por exemplo, "primeira_nota" e "segunda_nota" são nomes válidos para os dados de entrada

b. Quais são as operações de processamento sobre os dados de entrada? 

    Esta etapa de Processamento é constituída da sequência de operações a serem realizadas sobre os dados de entrada para se obter o resultado desejado. Como o problema consiste em calcular a média entre as duas notas informadas pelo usuário, o processamento consiste na aplicação da fórmula da média sobre a primeira e segunda notas.

Resposta: fórmula da média, ou seja: media = (primeira_nota  + segunda_nota)/2

c. Quais informações serão apresentadas ao usuário como saída do programa?
    Esta etapa é apenas a descrição das informações que serão apresentadas como resultado do programa para o usuário. Neste caso, a única informação a ser mostrada é a média calculada na etapa de Processamento. A palavra chave para identificação da saída de informação é a "escreva". Tudo que deve ser escrito na tela, ou em um papel através da impressora, é informação de saída, ou seja, informação que o programa deve comunicar ao usuário como resposta.

Resposta: o valor da média obtido pela aplicação da fórmula.

Etapa 2: Construção de Fluxogramas

Fluxogramas são esquemas que informam a ordem na qual as operações irão acontecer ao longo da execução do programa. Utilizamos as seguintes formas para construir nossos fluxogramas:

Observe os fluxogramas abaixo para as descrições narrativas da Etapa 2.

 

Fluxograma para o Exemplo 1: Faça um programa que leia duas notas de um aluno, calcule e escreva a sua média.

Etapa 3: Escrevendo Algoritmos Executáveis

    Nesta etapa, vamos escrever um algoritmo para cada fluxograma. A estrutura geral de um algoritmo é a seguinte:

A partir de agora, abra o Visualg e vamos nos divertir! Vamos escrever o nosso algoritmo e executá-lo.

Veja abaixo a tela principal do Visualg.

Escreva o algoritmo abaixo:

Algoritmo "Olá Mundo"

var

inicio
    escreval("Meu primeiro programa no visualg")
fimalgoritmo

No algoritmo acima, escreval( ) é um comando de saída de dados. Desse modo ao ser executado, a mensagem entre aspas será enviada para o dispositivo de saída de informação, o monitor.

Pressione a tecla F9 para executar o algoritmo e observe a mensagem na tela. Após isso, feche a tela da execução e vamos desenvolver os exemplos.

Algoritmo para o Exemplo 1: Faça um programa que leia duas notas de um aluno, calcule e escreva a sua média.

- Passo 1: declarando variáveis

Variáveis são como gavetas de um armário, que armazenam informações para serem processadas pelo programa. Precisamos declará-las para que o computador saiba quais são essas gavetas.

Observe que as variáveis são extraídas do fluxograma desenvolvido na etapa anterior.

Declare as variáveis após a palavra chave Var. Vamos analisar o que acontece internamente no computador quando a seção de declaração de variáveis é executada.

Veja abaixo uma tabela com os tipos de dados que podemos utilizar no Visualg:

Tipo Descrição Exemplos de valores possíveis
caractere define variáveis que armazenam valores literais como textos e caracteres.
  • "A"
  • "Francisco"
  • "Olá mundo"
logico Define variáveis que armazenam os valores lógicos VERDADEIRO ou FALSO
  • VERDADEIRO
  • FALSO
inteiro Define variáveis que armazenam números inteiros, como idade, quantidade de produtos, etc.
  • -1, 0, 1, 2, 3, 4, ...
real Define variáveis capazes de armazenar valores numéricos reais
  • -1,5
  • -2,35
  • 3,14

- Passo 2: Definindo a Entrada de Dados

No trecho acima, os comandos escreval( ) mostram mensagens solicitando as informações de entrada ao usuário, os comandos leia() armazenam uma informação digitada pelo usuário em uma variável definda na seção de declaração de variáveis.

A primeira entrada de dados é realizada pelo comando leia(primeira_nota). Neste momento, a execução do programa é pausada e aparece um cursor na tela para digitarmos essa informação. Após digitarmos, devemos teclar Enter. A informação digitada então é armazenada na variável primeira_nota. O mesmo procedimento acontece no momento do comando leia(segunda_nota).

- Passo 3: Definir o processamento

Após a entrada de dados, precisamos definir quais operações serão efetuadas sobre os dados de entrada para obter o resultado. Observe como traduzimos o fluxograma para o algoritmo. Adicione o código abaixo após a entrada de dados.

Reparem que o código acima é o mesmo apresentado no fluxograma (fórmula da média). Nesse caso, apenas uma instrução de processamento é necessária.

- Passo 4: Saída de Dados

Este é o último comando antes do fimalgoritmo. Insira o código abaixo no seu algoritmo.

O comando acima mostra a mensagem de texto "A média é: " é mostrada no monitor e o valor armazenado na variável media é inserido ao final do texto.

Importante! Copie o seu algoritmo e cole como resposta na 1º Questão

Problema 2 

Faça um programa que leia uma temperatura em graus Célsius e mostre o seu valor equivalente em graus Fahrenheit.

Para resolver o problema proposto você deve seguir as três etapas:

  • Etapa 1: Definir a Descrição Narrativa
  • Etapa 2: Desenhar o fluxograma
  • Etapa 3: Escrever o algoritmo e executar o Visualg

Etapa 1: Escrever a Descrição Narrativa

a. Quais são os dados de entrada?

    R: temperatura_celsius   

    Assim como no exemplo 1, repare na palavra "leia". Ela indica tudo o que deve ser fornecido pelo usuário como dado de entrada para o programa funcionar. Neste caso, o usuário apenas precisa informar uma temperatura em graus Celsius que será convertida em graus Fahrenheit. Vamos chamar esse dado de "temperatura_celsius". Procure evitar acentuação ou usar espaços para os nomes dos dados.

b. Quais operações de processamento serão efetuadas?
    R: a fórmula de conversão de Celsius para Fahrenheit: temperatura_fahrenheit = (temperatura_celsius × 9/5) + 32

    Esta etapa de Processamento é constituída da sequência de operações a serem realizadas sobre os dados de entrada para se obter o resultado desejado. Como o problema consiste em converter uma temperatura em Celsius, digitada pelo usuário, em graus Fahrenheit, o processamento consiste na aplicação da fórmula de conversão sobre a temperatura em Celsius.

c. Quais informações de saída serão apresentadas ao usuário?
    R: a temperatura em Fahrenheit (temperatura_fahrenheit) convertida no passo anterior.

    Esta etapa é apenas a descrição das informações que serão apresentadas como resultado do programa para o usuário. Neste caso, a única informação a ser mostrada é a temperatura convertida em graus Fahrenheit.

Etapa 2: Desenhar o Fluxograma

Fluxograma para o Exemplo 2: Faça um programa que leia uma temperatura em graus Célsius e mostre o seu valor equivalente em graus Fahrenheit.

 

Etapa 3: Linguagem Algoritmica

Como exercício, tente desenvolver o programa em linguagem algoritmo para o fluxograma acima e envie como resposta na 1º questão deste tópico

Resumo

Neste tutorial aprendemos as seguintes lições:

1. Programas são instruções escritas em uma linguagem compreendida pelos computadores, onde, cada instrução é executada em sequência até o final do programa.

2. Para desenvolvermos programas precisamos seguir três etapas básicas:

  1. Escrita da Descrição Narrativa; 
  2. Desenho do Fluxograma;
  3. Escrita do Algoritmo

3. Na descrição narrativa e no fluxograma devemos identificar três informações básicas através do enunciado do problema:

    a) Identificar e escrever as informações de entrada do programa;
    b) Identificar e escrever as operações de processamento
    c) Identificar e escrever as informações que deverão ser mostradas no dispositivo de saída, como o monitor ou a impressora.

4. Desenvolver a linguagem algoritmica seguindo os passos abaixo:

    a) Declarar uma variável para cada informação presente no fluxograma;
    b) Para cada informação de entrada, implementar a entrada em linguagem algoritmica usando a função leia(<variavel>). Normalmente utilizamos a função escreval("mensagem") junto com a leia() solicitando a informação que desejamos obter.
    c) Implementar as operações de processamento em linguagem algoritmica, onde, as operações são realizadas sobre os dados da entrada;
    d) Implementar as operações de saída de informação utilizando a função escreva ou escreval(<variável>)
    c) Executar o programa de uma vez com o F9 ou passo-a-passo com F8.

Veja a tabela abaixo com um resumo dos comandos do VisualG

Comando Descrição Exemplo Resultado
Var  Indica a seção de declaração de variáveis. Ao declarar variáveis, podemos utilizar os tipos caractere, logicointeiro e real para as variáveis Var
     v1: inteiro
     v2: real
Variáveis v1 e v2 criadas
com tipos inteiro e real
+, -, *, / Operadores matemáticos de soma, subtração,
multiplicação e divisão, respectivamente
  • 2 + 3
  • v1 <- 5*6
  • v2 <-4/2
  • 5 
  • v1 recebe valor 30
  • v2 recebe valor 2

leia(<var>)

Função de entrada de dados: faz a leitura de um valor digitado pelo usuário e armazena na variável definida entre parêntesis.
  • leia(v1)
  • leia(v2)
  • Lê e armazena o valor
    digitado na variável v1
  • Lê e armazena o valor
    digitado na variável v2
escreval("<mensagem>", <var1>, <var2>,...) Função de saída de dados: faz a escrita na tela de uma mensagem entre aspas e de variáveis entre parêntesis
  • v1 <- 5
  • v2 <- 6
  • escreval(v1)
  • escreval("valor em v2: ", v2)
  • Escreve "5" na tela;
  • mostra "valor em v2: 6" 
    na tela

Material para Estudos

Clique aqui para acessar a apostila desta etapa.+,