Dados e Informação

Introdução

Na etapa anterior, aprendemos que a informação no computador é armazenada em memórias primárias e memórias secundárias. As memórias primárias, como a RAM e a Cache, armazenam a informação enquanto ela está sendo processada pela CPU, com o PC ligado. Ao desligar o computador, as memórias primárias são apagadas e toda a informação é armazenada nas memórias secundárias, como o Disco Rígido (HD) ou o Pendrive. Nesta etapa aprenderemos como medimos o tamanho das informações. Você vai aprender:

  • quais são as unidades de informação utilizadas (Byte, Kilobyte, Megabyte, ...);
  • como converter de uma unidade para outra. Ex. de Megabyte para Gigabyte; 
  • quais são os tamanhos médios de arquivos texto, filmes e músicas;
  • quais as capacidades de armazenamento de diversos dispositivos, como pendrives, CDs, DVDs e Bluerays.

O que seria um dado ou o que seria uma informação para o computador? Um dado em si é um valor bruto, e pode ser numérico ou literal, como 18, 20, "João", etc. Esses dados, porém, não possuem um significado isoladamente. Uma informação já é todo dado que possui siginificado e conexões com outros dados, por exemplo, o número "18" passa a ser uma informação quando dizemos que ele é a idade de uma pessoa: idade 18. Do mesmo modo, "20" é apenas um dado, porém, quando registramos que "20" é a temperatura mínima do dia anterior. Passamos a ter uma informação.

Desse modo, como o computador armazena e processa esses dados? A resposta é que o computador transforma todos os dados em uma sequência de números binários onde cada número somente pode ter valor 0 ou valor 1. Ao contrário do sistema decimal que utilizamos, onde, cada dígito pode assumir valores 0 à 9 (10 dígitos), no sistema binário, os dígitos somente podem assumir dois valores: 0 ou 1. Cada Dígito Binario é chamado de BITs (Binary Digit). Por exemplo, o número 2 no sistema decimal equivale a número 01 no sistema binário, formado por dois bits.

Do mesmo modo, textos, imagens e vídeos também são transformados em conjuntos bits quando armazenados e processados pelo comptuador. O quadro a seguir mostra alguns exemplos tirados da famosa tabela ASCII, que é usada para converter caracteres em dígitos binários de tamanho 8. Desse modo, cada caractere é convertido para um número binário de 8 bits.

Conversão de Caracteres para Binário

O computador utiliza uma tabela para traduzir textos em conjuntos de bits. É a famosa tabela ASCII. Veja um trecho dela abaixo:

Binário Caractere
0100 0001 A
0100 0010 B
0100 0011 C
0100 0100 D

 

Agora, observe como fica a palavrá "Olá" em binário.

"O"

"l"

"a"

"´" (acento agudo)

01001111

01101100

11000011

10100001

A palavra "Olá" é igual à 01001111 01101100 11000011 10100001, totalizando 32 bits. Veja a tabela abaixo:

 

 

 

Com isso, todas as informações são armazenadas e processadas como Bits pelos computadores. Portanto, quanto maior a quantidade de bits do arquivo, maior deve ser o tamanho da memória para armazená-los. Vamos agora analisar como trabalhar com as unidades de informações binárias. Só para você ter uma ideia, um filme em alta resolução hoje em dia possui um tamanho que ultrapassa os 32.000.000.000 de bits. Como os arquivos podem atingir quantidades absurdas de bits, fazemos usos das unidades de medida de informação para escrevê-los.

Unidades de Informação

Agora que entendemos que o computador trata a informação como bits e a sua quantidade pode ser muito grande. Vamos aprender como utilizar as unidades de medida de informação. Dentre elas temos o Byte, o Kilobyte, o Megabyte, o Gigabyte e o Terabyte.

Quando atingimos um conjunto de 8 bits, chamamos esse conjunto de 1 Byte, representado com a letra "B". Por exemplo, cada caractere da tabela ASCII possui um byte equivalente. Portanto, o texto "Olá" possui o tamanho de 4 Bytes. Para achar a quantidade equivalente em bits, basta multiplicar a quantidade em Bytes por 8. Logo, nosso texto possui a quantidade 4 x 8 bits = 32 bits.

Quando uma informação atinge o tamanho de 1024 Bytes dizemos que ela possui 1 Kilobyte, ou 1 KB.  Do mesmo modo, 1024 KB equivalem à 1 Megabyte (MB) e 1024 MB equivale à 1 Gigabyte (GB). Ao atingirmos 1024 GB chamamos esse tamanho de 1 Terabyte (TB). Atualmente podemos encontrar facilmente Discos Rígidos de 1 ou 2 Terabytes.

Convertendo Unidades

Do mesmo modo como convertemos unidades de comprimento, como Milímetro, Metro e Kilômetro, em algumas situações, também precisamos converter unidades de tamanho de informação. Desse modo, poderemos responder perguntas como "Qual o tamanho em Megabytes de um HD de 500 Gigabytes?" ou "Será que um arquivo de 2 GB cabe num pendrive de 4048 MB?". Veja abaixo alguns problemas de conversão.

Problema 1

Imagine que um amigo pediu para você gravar um arquivo de 20.000 MB em um pendrive que possui um tamanho de armazenamento de 4 GB de espaço. Será que esse arquivo cabe no pendrive?

Como o tamanho do arquivo foi dado em MB e o tamanho do Pendrive está em GB, basta colocar os tamanhos na mesma unidade para resolvermos este dilema. Para isso usaremos a tabela de conversão de unidades.

Repare que, para avançarmos do menor para o maior nas unidades (de TB para B), basta dividirmos o tamanho por 1024. Apenas devemos tomar cuidado com a conversão de Byte (B) para Bit (b), pois, nesse caso, devemos dividir por 8. Por outro lado, se estivermos recuando as unidades, indo do maior para o menor (de B para T), devemos multiplicar por 1024.

Agora vamos colocar o tamanho do arquivo de 20.000 MB em GB, que é a mesma unidade do Pendrive.

Resolução

Tamanho do Pendrive: 4 GB
Tamanho do arquivo: 20.000 MB
Tamanho do arquivo em GB: 20.000/1024 = 19,53125 GB
Resposta: Como o Pendrive só possui 4 GB, o arquivo de 19,53125 GB não caberá!

 

Importante!

Para converter de MB para GB, caminhamos uma unidade para cima na tabela de conversão. Logo, dividimos uma vez por 1024. Alternativamente, poderíamos ter o tamanho do Pendrive de GB para MB. Nesse caso, como estaríamos caminhando uma unidade abaixo, bastaria multiplicar uma única vez por 1024.

Problema 2

Seu chefe é muito cuidadoso com os arquivos da empresa e solicitou que você fizesse uma cópia de segurança (backup) na nuvem. O espaço de armazenamento em nuvem que a empresa comprou é de 5000 GB e o total de arquivos que você precisa armazenar possuem 1,2 TB. Após salvar os arquivos, quanto sobraria do espaço em nuvem?

Resolução

Tamanho do espaço em nuvem: 5000 GB
Tamanho dos arquivos para backup: 1,2 TB
Tamanho dos arquivos para backup em GB: 1,2 x 1024 = 1228,8 GB
Resposta: Como o tamanho dos arquivos é de 1200 GB e a empresa possui 5000 GB de armazenamento em nuvem, o espaço que sobra é de 5000 GB - 1228,8 
GB = 3771,2 GB

Problema 3

Você acabou de criar uma planilha contendo informações de todo o estoque da sua empresa e precisa salvar uma cópia de segurança no HD de Backup. Neste HD existe um espaço sobrando de 0,25 GB. Como a planilha possui um tamanho de 15000 KB o espaço no HD de backup é suficiente?

Resolução

Tamanho do espaço no HD de backup em GB: 0,25 GB
Tamanho da planilha para salvar no HD: 150.000 KB
Tamanho do arquivos para backup em GB: 150.000 / 1024 / 1024  = 0,14 
GB
Resposta: Como o tamanho do arquivo em GB é de 0,14 GB e o HD de Backup possui 0,25 GB de armazenamento, o arquivo caberá no HD, pois, 0,14 GB é menor que 0,25 GB.

 

Importante! 

Observe na resolução acima que, como caminhamos duas unidades para cima na tabela, dividimos duas vezes por 1024. Alternativamente, poderíamos ter convertido o tamanho do HD de GB para KB. Nesse caso, teríamos que multiplicar duas vezes por 1024.

Comparando Tamanhos de Informação

Agora que você já sabe como utilizar as unidades de tamanho de informação, vamos dar um pouco de perspectiva comparando tamanhos de alguns arquivos e dispositivos. Veja a lista abaixo:

Tamanhos de vários tipos de arquivo, em média

Tamanhos de Vários Dispositivos, em média