Cabeamento Estruturado - Área de Trabalho

Objetivo: conhecer o subsistema Área de Trabalho, sua localização e seus componentes

Tempo de leitura: 5 min

Tempo de exercícios: 10 min


Vamos começar estudando do final do cabeamento para o início. A Área de Trabalho é de fato onde termina o cabeamento, fornecendo os pontos de conexão de rede para os usuários. Estes conectam seus computadores, notebooks e dispositivos de Internet das Coisas à rede por meio de tomadas de telecomunicações (TO) e pontos de acesso sem fio

Figura 1. Área de Trabalho com quatro pontos de rede. Fonte: https://bit.ly/3tc5JF5

 

Os pontos de rede, também chamados tomadas de telecomunicações, normalmente são conectores RJ45 fêmeas, também chamados Jacks RJ45, presos a espelhos na parede ou no piso. Esses conectores são montados seguindo os mesmos padrões EIA/TIA 568A e 568B que vimos nos tópicos anteriores com a ferramenta punch down.

Figura 2. Instalação de um cabo de par trançado em um Jack RJ45. Fonte: https://bit.ly/38uujsH

Figura 3. Espelhos para Tomadas de Telecom (Jacks). Fonte: https://bit.ly/30uaqxJ

 

Além de tomadas presas à espelhos, podemos também ter tomadas multiusuário nas áreas de trabalho, chamadas MUTOAs (Multi-User Telecommunication Outlets). Estas são interessantes em escritórios abertos ou que mudam constantemente o seu layout, pois permitem que os usuários pluguem seus equipamentos por meio de cordões (cabos par-trançado) disponíveis no ambiente.

Figura 4. Escritório com um MUTOA ao centro. Fonte: https://bit.ly/3cnwQpR

 

Nesse tipo de local, o usuário pluga o cabo do seu dispositivo diretamente no MUTOA, sem tomadas intermediárias. Este deve ficar em um local bastante visível para que os usuários o encontrem com facilidade.

Figura 5. Layout de escritório com MUTOA ao centro. Fonte: https://bit.ly/3ci9zFQ

 

O principal cabo da área de trabalho é o Patch Cord. Esse tipo de cabo é direto e possui conectores RJ45 machos nas duas pontas, e conectam os dispositivos às tomadas de telecomunicações e MUTOAs.

Figura 6. Patch cord montado de fábrica. Fonte: https://bit.ly/2Oi0YL6

 

Veja abaixo exemplos de patch cords de 3 metros conectando as estações às tomadas embutidas na parede.

Figura 7. Patch cords de 3 metros conectando as estações de trabalho às tomadas na parede. Fonte: https://bit.ly/3esfsmg

Importante!

Sempre que possível, dê preferência aos patch cords conectorizados de fábrica. Eles são um pouco mais caros do que comprar os conectores separados e fazer a montagem manual, porém, quando montados na fábrica, eles possuem alta qualidade, resistência e durabilidade.